Fórum da Convergência encerra comemorações dos 50 anos das profissões

Fórum da Convergência encerra comemorações dos 50 anos das profissões
04/11/2019

O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 5ª Região promoveu no dia 1ª de novembro, no Centro Universitário
Metodista IPA, o Fórum da Convergência – 50 anos na mesma direção, evento que encerrou as comemorações alusivas ao cinquentenário da regulamentação da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional no Brasil. 

O reitor do Centro Universitário Metodista IPA, Prof. Dr. Marcos Wesley da Silva, parabenizou os profissionais pela data e agradeceu pela parceria. “Fico muito feliz de receber esse evento que comemora os 50 anos das profissões aqui nessa universidade onde foi aberto o primeiro curso de Terapia Ocupacional do Estado”.

Durante seu discurso, o presidente do Crefito5, Jadir Camargo Lemos, fez um resgate histórico das duas profissões desde 1969, quando foram reconhecidas como profissão de nível superior, até os dias de hoje e transmitiu aos profissionais as homenagens recebidas. “Essas homenagens são para todos os fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais que atuam e se dedicam para dar à população o melhor serviço!”. O presidente falou ainda sobre o lançamento do novo site da instituição e da edição comemorativa da revista que registra os 50 anos de história. 

Na primeira parte do evento, foram homenageados os 12 profissionais destaque em seis categorias: 

- DESTAQUE PROFISSIONAL NOTÁVEL – fisioterapeuta Luiz Aldo Souto Leal e terapeuta ocupacional Alveni Maria Veríssimo de Oliveira;

- DESTAQUE EM REPRESENTATIVIDADE – terapeuta ocupacional Luciana Gaelzer Wertheimer e fisioterapeuta Maria de Fátima Castro Mulazzani;

- DESTAQUE EM ENSINO - fisioterapeuta Patrícia Dall’Agnol Bianchi e terapeuta ocupacional Miriam Cabrera Corvelo;

- DESTAQUE EM PESQUISA E INOVAÇÃO - fisioterapeuta Aline de Souza Pagnussat e terapeuta ocupacional Daniela Zimmer; 

- DESTAQUE POPULAR - terapeuta ocupacional Nicole Ruas e fisioterapeuta Vera Lúcia Widniczck Striebel;

- DESTAQUE VIVÊNCIA - fisioterapeuta Edison Tarouco Bueno e terapeuta ocupacional Eliana Maria Anjos Furtado. 

“Que possamos continuar desenvolvendo cada vez mais nossas práticas e convergindo para um crescimento e reconhecimento constante da nossa profissão”, falou a fisioterapeuta homenageada, Maria de Fátima Castro Mulazzani, em seu agradecimento. A terapeuta ocupacional Alveni Maria Veríssimo de Oliveira, homenageada por ser o primeiro registro no Crefito5, agradeceu e fez um apelo: “Nós, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas, somos escolhidos para conduzir, em busca de um mundo melhor, aqueles que necessitam de nós. Que possamos continuar exercendo o nosso papel por muitos anos mais”. 

Logo após as homenagens, foram iniciadas as palestras com diversas temáticas que contemplam não somente a vida profissional, mas também os anseios pessoais de todos. 

A primeira palestra, com o tema “Humanização do profissional da saúde”, ministrada pela fisioterapeuta Luciana Carcuchinski da Silva, trouxe a importância da empatia no tratamento com o paciente e a necessidade de olhar para o outro como um ser completo, independente de como esteja. 

Em seguida, o gerente de TI do Sport Clube Internacional, Pablo Ermida, falou sobre a “Tecnologia como ferramenta de apoio à gestão”, mostrando a importância das soluções digitais para ajudar na resolução dos problemas dos usuários. 

A importância de posicionar-se no mercado corretamente, os benefícios de ter uma boa imagem e postura profissional e a necessidade de encontrar o seu diferencial foram alguns dos tópicos abordados na palestra “Construção de uma marca pessoal” pelo designer Henrique Luzzardi.

Em seguida, Diza Gonzaga, fundadora do projeto Vida Urgente e atual diretora institucional do DETRAN/RS, falou sobre “Valorização da vida”, compartilhando um pouco de sua história desde a morte de seu filho até a criação da Fundação Thiago de Moraes Gonzaga. Diza falou ainda sobre respeito à vida e empatia ao próximo. 

Para encerrar o Fórum da Convergência, um painel com o tema “Superei meus próprios obstáculos”, com a fisioterapeuta, Sonia Hoffmann, e a terapeuta ocupacional, Patricia Witt. Patrícia falou sobre os desafios que teve durante a formação e o início da carreira em função da deficiência auditiva. Sônia, que é deficiente visual, convidou os participantes a uma reflexão sobre as diferenças, dificuldades e vulnerabilidades que precisamos enfrentar e lidar diariamente. 

Além da programação de homenagens e palestras, o evento contou com o lançamento do livro “Fisioterapia na atenção primária à saúde” da fisioterapeuta Fernanda Alves Carvalho Miranda, e com a participação da ONG Viver de Rir que fez intervenções artísticas e para a qual foram doados os alimentos recolhidos. 

Clique aqui para ver a matéria da TV Crefito5 sobre o evento.